11 julho 2017







a casa a água anda em volta
alguém semeia uma pedra em cima da mesa
onde o pão derradeiramente floresce
alguém sabe que

todo o lugar se cria por desproporção elementar
dos seus elementos

uma paisagem que se nutre
da ausência mesma do seu próprio nome

(como o amor)






Luís Felício







2 comentários:

  1. Assim explicada, a dismutação ficou mais clara para mim :)
    Boa semana, josé luís!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. estamos aqui para ajudar :) boa semana

      Eliminar