22 novembro 2015







Mar dentro





Descalçámos as pernas,
como fossem botas,
entrámos mar dentro
à força de braços.

Um é a soma de dois.

Precipitámos gotas de chuva
para fora de nós -
a Ilha dos Amores é já ali
a seguir à curvatura da Terra.







Carla Pinto Coelho







2 comentários:

  1. Mais um poema lindo da Carla. "A Ilha dos Amores é já ali" é fantástico!
    Agora descarnando a coisa, o que contém uma possibilidade maior de estragar, vou dizer que apenas na poesia "um é a soma de dois". E é bom que assim seja. Por acaso, ontem li uma reflexão sobre essas questões das eventuais fórmulas matemáticas do amor. Alguns consideraram que a soma de um mais um é igual a um, outros igual a três e ainda outros, como eu, disseram dois. E a minha opinião tem que ver com o seguinte: a individualidade não deve ser anulada pela fusão, cumplicidade e cedências ou ajustamentos, associados ao amor.

    ResponderEliminar