01 junho 2015







a pensar nas árvores de lisboa, cuja morte programada parece ser uma miudeza para a autarquia, 
recordei este azul instrumental de mathis james reed. 








4 comentários:

  1. Fábula para a RosÁrvore :)

    ResponderEliminar
  2. Normalmente, as miudezas para as autarquias são um caso sério para a população.
    Pode ser que oiçam este azul... Bom serviço público;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. são duros de ouvido...
      ( só ouvem a sua cor ;) )

      Eliminar