04 dezembro 2013









fábula  do  poema  escrito  no  teu  corpo







gostava de escrever um poema no teu corpo
mas não queria que parecesse uma tatuagem
se eu soubesse ler esse alfabeto da nudez
levantava um pouco a pele do teu ventre
e era ali que escondia algumas letras soltas


depois, quando tomasse banho contigo
poderia imaginar essas páginas molhadas
e folhear os teus livros de letras minhas
ou agarrar-me a ti por não saber nadar
e ler-te como o nome de um salva-vidas










6 comentários: