15 dezembro 2013













portugal, 1957
gérard castello-lopes










2 comentários:

  1. Seja lá como for, as pessoas não devem andar por aí com vontade de matar renas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se lá tivesses estado, matavas 3 ou 4, destruías o trenó e sei lá mais o quê ;)

      Eliminar