13 julho 2012










fábulas de lisboa








xxviii. farol do bugio








( lê-se melhor aqui )











4 comentários:

  1. O pior naufrágio é não partir. ~


    Amyr Klink

    ResponderEliminar
  2. :) ...e...
    "Não há que fazer nada
    Na véspera de não partir nunca.
    Grande sossego de já não haver sequer de que ter sossego!"
    - F.P.

    ResponderEliminar
  3. e...
    " (...) a felicidade dependia apenas de não se fazer alguma coisa que se podia fazer a qualquer momento e que, a maioria das vezes, não era óbvio porque motivo se não havia de fazer." (G.K.Chesterton in "Ortodoxia", Alêtheia editores, pag.77)
    e...
    inquieta, mas bela, fábula;
    ;)

    ResponderEliminar