02 novembro 2017






No início





No início
não sabemos
que não podemos tudo.
É o corpo que nos ensina

Agarramos com as mãos
a irresistível chama
e a queimadura do fogo
enche-nos de surpresa

Subimos à árvore maior
para voarmos como pássaros
e dói-nos mais não podermos
do que a perna partida

No início não sabemos
que entre o desejo e o corpo
há um desencontro
a eterna fome
a perpétua busca.






Pedro Santo Tirso







Sem comentários:

Enviar um comentário