03 outubro 2017







thomas earl petty nunca foi um dos meus ídolos musicais naquilo a que se chama rock.
sempre preferi j. j. cale, bob seger e bruce springsteen, apenas para citar alguns dos nomes
que preenchem a (minha) galeria de notáveis americanos que cultiva(ra)m o género.
mas, com o seu desaparecimento e neste ano em que a morte me tem rodeado,
recordo a minha (sua) canção favorita e aquele videoclip, estranho e creepy. see you, tom.








Sem comentários:

Enviar um comentário