17 agosto 2017





lista de livros lidos em 2017 :




1 : strange weather in tokyo, hiromi kawakami, portobello books



2 : the book, keith houston, w. w. norton


3 : ver no escuro, cláudia r. sampaio, tinta-da-china   


4 : mil anos de esquecimento, afonso cruz, alfaguara


5 : oscar wilde, a certain genius, barbara belford, bloomsbury  


6 : oscar wilde, richard ellmann, penguin


7 : kitchen, banana yoshimoto, faber & faber



8 : la tentation de saint antoine, gustave flaubert, folio
 


9 : tres deseos (poesía reunida)amalia bautista, renacimiento


10 : early christian lives, carolinne white, penguin classics


11 : hyeronimus bosch: the complete worksstefan fischer, taschen


12 : the desert fathers: sayings of the early christian monksbenedicta ward, penguin classics


13 : poesía completa, alejandra pizarnik, lumen


14 : el asombroso viaje de pomponio flato, eduardo mendoza, booket


15 : sonetos de shakespeare, trad. vasco graça moura, quetzal


16 : the visiting privilege (collected short stories)joy williams, tuskar rock


17 : rashomon and seventeen other stories, ryunosuke akutagawa, penguin classics


18 : aves de incêndio, raquel serejo martins, poética


19 : a cup of sake beneath the cherry trees, yoshida kenkö, penguin classics


20 : a brecha, joão pedro porto, quetzal


21 : las tentaciones de lisboa, luis maría marina, trea 


22 : the book of tokyo (a city in short fiction)vv. aa., comma


23 : contra mim falo (poesia reunida), vasco gato, plural


24 : granta 9 :: comer e beber, vv. aa., tinta-da-china


25 : arrancar penas a um canto de cisne, luís quintais, assírio & alvim


26 : three tang dynasty poets, vv. aa.penguin classics


27 : enigma, jan morris, tinta-da-china


28 : men without women, haruki murakami, harvill secker


29 : librerías, jorge carrión, anagrama


30 : wabi sabi : the japanese art of impermanenceandrew juniper, tuttle


31 : uso particular (poemas escolhidos)rui knopfli, do lado esquerdo


32 : the old man of the moon, shen fu, penguin classics


32 : ...





2 comentários:

  1. Engraçada a coincidência... Ando há alguns dias a pensar em mostrar a(s) minha(s) lista(s) de livros. (Ainda não sei se vou fazer e se, a decidir-me por mostrar, se vou a anos anteriores.) Tenho "isto" mais organizado desde 2012 e reparei que os anos em que li mais livros foram 2012 (63 livros; mais ou menos a média de quando andava diariamente de comboio) e 2016 (51).

    Fiquei ali a olhar mais para o Murakami de que já ouvi falar bem... É bom, josé luís?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. este último murakami, que li numa tradução inglesa a partir do original japonês (a versão em acordês deve estar a caminho...), é uma colectânea de contos, muito variados na forma e abordagem das histórias, mas subordinados a um tema comum: em todos eles existe um homem, de algum modo, sem contacto com mulheres. apesar de estarmos na presença de narrativas formatadas para serem consideradas "contos" (o termo "short stories", histórias curtas, é muito mais sugestivo), em que o tamanho do texto não permite grandes desenvolvimentos, murakami preocupa-se bastante com detalhes psicológicos e emocionais dos personagens - uma novidade. e o seu estilo, habitualmente económico e sucinto, mas em que se detecta uma dimensão quase poética, parece ter-se alterado em comparação com as suas mais recentes novelas que pude ler ("1q84" e "colorless tsukuru tazaki"), surgindo agora mais rico na escolha das palavras e nos ritmos da pontuação. alguns detalhes parecem tão reais que não sei até que ponto alguns destes personagens conterão algo de autobiográfico – e também não pude deixar de notar que o título escolhido é idêntico ao do segundo livro de contos que hemingway publicou em 1927. no final fica a sensação de se terem lido histórias cheias de imaginação, cujos detalhes se fixam e recordam com prazer. é (por) isso um best-seller? ;)

      Eliminar