05 julho 2017






mês sete




o verão com todas as suas garras
entra pelas janelas
instala-se nas casas
senta-se em todos os sofás
estira-se

come à nossa mesa
por vezes estremece
fecha os olhos
sorve o palmilhar árido
pousa a cabeça
a mão pensativando
no cotovelo
olha o infinito

o verão é uma mulher
a caminhar na areia
os pés na água turva
essa dificuldade em soletrar





Rosa Oliveira






2 comentários:

  1. Olhe que o verão com todas as suas garras não se aplica ao dia de hoje... por aqui está fresco e meio encoberto :)
    Mas gosto deste sete a meio daquela minha tabela lonnnnnga, que nunca mais acaba, e quase não tem letras :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. por aqui também está mais fresco. mas o verão tem sempre essa dificuldade em soletrar ;)

      Eliminar