07 fevereiro 2016







Volta à amada em uma semana





No primeiro dia eu disse para mim mesmo
que o amor era a casa da minha vida.


No segundo dia as maravilhas
do amor quase me cegavam.


Guardei o terceiro dia para meditação.
Precisava reentrar em mim.


No quarto dia senti-me sábio,
cheio de janelas e fragrâncias.


Ó quinto dia, gritei, nunca tu viesses,
dominador, devorador!


Mas no sexto dia eu era um oceano
banhando esse país rumorejante


aonde, com a guitarra ao ombro,
aportei no sétimo dia.







Fernando Assis Pacheco







2 comentários:

  1. Que bonito! Nunca pensei haver tanta ternura na poesia dele, tenho que o ir ler.
    ~CC~

    ResponderEliminar