05 dezembro 2015







Alguns gostam de poesia





Alguns –
quer dizer que nem todos.
Nem sequer a maior parte, enfim: uma minoria.
Não contando com as escolas que se sabe que quanto a poetas
em mil haverá dois.

Gostam –
mas gosta-se também de sopa de esparguete,
dos galanteios e da cor azul,
do velho cachecol,
brindar à família,
fazer festas ao cão.

De poesia –
mas o que é isso da poesia?
Muitas e variadas respostas
dão sempre à questão.
Por mim, não sei e insisto que não sei
e é esta insistência que me salva.








Wislawa Szymborska






6 comentários:

  1. A resiliência também é feita de busca e de não saber.
    O menos pode ser mais, o mau pode ser bom...
    Silver lining.
    Que seja uma boa tarde!

    ResponderEliminar
  2. Ah pois é...eu insisto com a poesia :-))))

    ResponderEliminar