14 dezembro 2013








Do mal o menos






Trago assanhada a veia da poesia.
Respinga como um falo escandecido
gotas de sémen, poluindo
tudo em redor. Uma vergonha.

Mas enfim, do mal o menos:
sempre é melhor trazer a poesia
assanhada do que ter, por exemplo,
a aorta dilatada.










A. M. Pires Cabral










2 comentários: