22 setembro 2013









Espero a hora de dizer: o jeito que te vejo vivo em mim
como um cavalo derrubando as paredes pelas escadarias.

O mar guardado em tuas gavetas.










Júlia de Carvalho Hansen








2 comentários:

  1. olha a júlia a tocar um blues para as cartas! lindo! ;)

    ResponderEliminar
  2. oié ;) e as cartas vão responder...

    ResponderEliminar