21 novembro 2012










este standard com mais de oitenta anos continua a apresentar uma frescura incomparável. 
há inúmeras versões mas a minha preferida ainda é este instrumental dos anos cinquenta, com art tatum e ben webster (um dueto mais que improvável), que woody allen tão bem aproveitou para a banda sonora de "september". 
e é mais uma canção da minha vida sem palavras.














Sem comentários:

Enviar um comentário